Polícia investiga suposta venda de drogas em produtora de MC Gui

O funkeiro é suspeito de participar de esquema de leilões falsos.


A polícia de São Paulo está investigando o envolvimento da produtora RW em um esquema de fraude e venda de drogas. A RW é a representante da carreira do funkeiro MC Gui, e pertence aos familiares do artista.


De acordo com informações da Band, o delegado Osvaldo Nico disse que as investigações sobre o caso tiveram início há cerca de três meses com suspeita de falsos sites de leilão de automóveis que aplicava golpes em seus clientes. Ao averiguar as contas de fluxo do dinheiro acabaram chegando a pessoas ligadas a produtora RW.


mc gui
Crédito: Reprodução/InstagramMC Gui deverá ser indiciado pela polícia de SP


Alguns agentes realizaram uma busca na RW, onde foram apreendidos documentos suspeitos, carros sem documentação e até pinos de cocaína.


Ao Brasil Urgente, a equipe policial disse que a investigação é de grande complexidade, pois envolve agressões, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e fraude.


Segundo o portal R7, a Polícia Civil da capital indiciará os funkeiros MC Gui e MC Gabriel, o empresário Rogério Alves e outras 17 pessoas por suspeitas de participação no caso.


MC Gui está de férias nos Estados Unidos e ainda não se manifestou sobre as investigações. A produtora também não se pronunciou até o momento.


MC Gui
Crédito: Reprodução/InstagramO funkeiro MC Gui



Conforme a investigação, as vítimas dos golpes acessavam o site de leilões de veículos e, por constar o CNPJ do Sindicato dos Leiloeiros de São Paulo no ambiente virtual, as pessoas não desconfiavam de nada. As vítimas, então, depositavam ou transferiam o valor correspondente ao automóvel arrematado.



Categoria:Polícia

Deixe seu Comentário